Bando explode agência bancária

Pelo menos 15 criminosos participaram da ação. Sargento da PM foi ferido com tiro de fuzil

Por LENADRO EIRÓ

Boa parte da agência do Santander na Vila da Penha ficou destruída
Boa parte da agência do Santander na Vila da Penha ficou destruída - Luiz Ackermann / Agencia O Dia

A explosão de uma agência bancária seguida de intenso tiroteio entre policiais militares e pelo menos 15 criminosos assustaram moradores de um trecho da Avenida Vicente de Carvalho, na Vila da Penha, na madrugada de ontem. Na ação, que ocorreu por volta das 3h30 da manhã, um sargento identificado como Faustino levou um tiro de fuzil na perna. Ele foi operado e está em estado grave no Hospital Getúlio Vargas. Os bandidos conseguiram escapar.

A troca de tiros ocorreu logo após a explosão dos caixas eletrônicos do banco Santander, na Praça do Carmo. Cerca de 15 bandidos fecharam o quarteirão para fazer o assalto. Uma viatura do 16º BPM (Olaria) passava pela área e flagrou a movimentação, começando o confronto.

Testemunhas contaram que o grupo chegou em vários carros e se espalhou por todo o quarteirão da agência. Segundo moradores, os criminosos usavam máscaras de palhaço para não evitar que fossem identificados pelas câmeras de segurança. A PM, no entanto, não confirmou a versão.

A agência ficou destruída por dentro e por fora. O revestimento do teto cedeu, as paredes foram danificadas, vidros e partes de equipamentos ficaram espalhados pela calçada e o letreiro tombou.

Não há informações sobre a quantia roubada pelos ladrões, que destruíram boa parte da agência bancária. Duas bombas que estavam no local não foram detonadas e agentes do Esquadrão Antibombas foram acionados para o local. De acordo com a PM, não houve relatos de criminosos presos ou feridos. O caso foi registrado pela 38ª DP (Brás de Pina).

Dados do Instituto de Segurança Pública (ISP) mostram que somente neste ano houve 42 registros de roubos a caixa eletrônico entre os meses de janeiro e agosto.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro