Armas apreendidas de PMs serão periciadas

Exame pode esclarecer de onde partiu tiro que matou estudante em Brás de Pina

Por O Dia

Márcia Alice Dias, de 17 anos, estudava Química na Unigranrio
Márcia Alice Dias, de 17 anos, estudava Química na Unigranrio - Reprodução

A Polícia Civil informou que as armas utilizadas pelos PMs na perseguição que terminou com a morte da estudante Márcia Alice Dias, de 17 anos, foram apreendidas e encaminhadas para a perícia. Segundo nota da instituição, os policiais militares já foram ouvidos na Divisão de Homicídios (DH) da capital, que investiga o caso, assim como o namorado da vítima, que estava com ela no momento do crime.

Márcia Alice Dias foi baleada durante tentativa de assalto, na noite de sexta-feira, em Brás de Pina, na Zona Norte do Rio. Os investigadores da DH buscam imagens de câmeras de segurança da região que possam esclarecer o caso.

A jovem, que cursava a faculdade de Química na Unigranrio, chegou a ser socorrida no Hospital Estadual Getúlio Vargas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no sábado. Na manhã de ontem, ela foi enterrada no Cemitério de Irajá. Parentes e amigos acompanharam o sepultamento. No Facebook, a direção do Colégio Franklin Carneiro, na Penha, onde Márcia estudou, postou um comunicado em solidariedade à família. 'Não temos nem como imaginar a dor que vocês estão passando. Nossas orações estão com vocês', diz o texto.

Nos comentários na rede social, tristeza, revolta e palavras de conforto à família. 'Mais uma vítima dessa guerra urbana. Que Deus dê muita luz e coragem aos amigos e familiares', escreveu Lucia Sandonato. Prima da vítima, Alice Bertolo postou um desabafo: 'Só desejo que a justiça seja feita, apesar de saber que nada trará minha Márcia de volta'.

DINÂMICA DO CRIME

Segundo relato do namorado da vítima à polícia, o casal voltava para casa num Gol branco, na noite de sexta-feira, quando foi abordado por bandidos. O namorado conseguiu fugir da tentativa de assalto, mas seu carro passou a ser perseguido pelos assaltantes.

Policiais militares viram a ação e foram atrás dos dois veículos. Momentos depois, o rapaz contou ter ouvido dois disparos e percebeu que Márcia tinha sido atingida nas costas. De acordo com a assessoria da Polícia Civil, o homicídio aconteceu na Rua Aracóia, no bairro de Brás de Pina. A investigação do caso está em andamento.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro