STF mantém ex-governador em Benfica

Por O Dia

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu ontem a transferência do ex-governador Sérgio Cabral para presídio em Campos Grande (MS). A decisão de mandar Cabral para a penitenciária federal foi tomada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal, do Rio, na segunda-feira, 23, após pedido do Ministério Público Federal.

Em 23 de outubro, em audiência em ação penal na qual é réu por lavagem de dinheiro por meio da compra de joias, o ex-governador insurgiu-se contra o juiz Bretas, dizendo que tinha informações sobre atividades da família do magistrado como vendedores de bijuterias.

"É no mínimo suspeito e inusitado o acusado, que não só responde a esta processo como outros, venha aqui trazer em juízo informações sobre a rotina da família do magistrado. Além de causar espécie, como bem observou o MPF, de que apesar de toda a rigidez ele tenha se privilegiado de informações que talvez ele não devesse", disse Bretas durante a audiência.

A ordem de Bretas já havia sido confirmada pelo desembargador Abel Gomes, do Tribunal Regional Federal.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro