BOIA NO PRATO!

Por O Dia

Pressionado pelas Forças Armadas, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, leva hoje ao presidente Michel Temer os comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica. Os cortes drásticos no Orçamento para 2018 preocupam os militares. Há risco de faltar dinheiro até para a 'boia' (comida) dos soldados. Segundo fontes palacianas, o presidente deve acolher a demanda e mexer no Orçamento para atendê-los. Na pauta também as ações das Forças Armadas na cidade do Rio de Janeiro.

Quase parando

Do jeito que a tropa palaciana marcha, há risco de Temer não cumprir com o governo do Rio o prometido: ajuda das tropas até o fim de 2018 no patrulhamento.

Dodge & STF

Que se acostumem os ministros do STF com as cobranças diretas de Raquel Dodge. A PGR é 'forjada' na escola norte-americana. Linha-dura, sem interpretações metafóricas.

Beldades

Chamaram a atenção de servidores e outros deputados da ALERJ, na operação Cadeia Velha, as beldades agentes da PF que levaram em cana o trio de deputados estaduais.

Grita em casa

Mesmo com resistências internas - em especial dos delegados - o diretor da PF, Fernando Segóvia, dará posse hoje ao delegado Sandro Avelar como diretor-executivo da corporação. É como um vice-diretor. Avelar foi candidato derrotado a deputado federal pelo PMDB na última eleição, no Distrito Federal.

Greve

Além das paralisações nas delegacias e escritórios da Receita, a greve dos auditores fiscais atinge em cheio o Conselho Administrativo de Receitas Fiscais (Carf). Caso não haja reviravolta, estão suspensas as sessões de julgamento do órgão nesta semana.

Extrato

Os auditores fiscais integram metade de cada turma no Carf. A paralisação obrigou o órgão a adiar a análise, entre outros, de um processo no qual o Santander recorre de autuação da Receita de cerca de R$ 9 bilhões, por não ter recolhido tributos decorrentes da aquisição, em 2009, do Banco ABN Amro.

Drones

Propostas que preveem a regulamentação dos drones se arrastam no Congresso. No Senado, uma comissão discute há 16 meses o Código Brasileiro de Aeronáutica e, na Câmara, aguarda-se a instalação de uma comissão para discutir o projeto do deputado Otávio Leite (PSDB-RJ), apresentado em 2015, que pretende regulamentar a atividade.

Sem briga

Os organizadores da mostra não quiseram encrenca com a Igreja e não expuseram as obras polêmicas - com imagens sacras - de Antônio Obá, da coleção de um empresário, no Museu da República. Aliás, vale a visita. A exposição 'Contraponto' é excelente.

Reza forte

Mesmo sem as obras de Obá, consideradas provocadoras pela Igreja, um grupo de 50 pessoas rezou, acredite, mil Ave-Marias na porta do Museu, na Esplanada em Brasília.

Tensão

Os funcionários da Caixa Econômica estão assustados. Com as novas normas trabalhistas, o banco pode contratar até 10 mil funcionários terceirizados. Os servidores aguardam resposta mais forte do Sindicato dos Bancários; mas até agora, nada.

Fumo no empresário...

Enquanto no Paraguai o imposto sobre os cigarros é de 16%, em alguns estados, como Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que fazem fronteira com o país vizinho, o ICMS é mais alto do Brasil, fazendo com que os tributos totais passem de 80%.

... fumo no mercado

Curioso é que estes dois governos apoiaram recentemente a Carta de Rio Branco, que clama por segurança nas fronteiras. O setor de tabaco é um dos que mais paga impostos (em dia) no país. São mais de R$ 5 bilhões por ano.

Cinema carioca

Sede de glamourosos cinemas do país, o Rio de Janeiro vai ganhar o livro 'O Cinema Carioca' sobre a história de suas decanas e principais salas. Caso do Paissandu, Ópera, Um, Jóia e Astor. A obra será do herdeiro do proprietário das salas, Cláudio Valansi.

Livro beneficente

Criada há 17 anos, a Casa de Apoio à Criança com Câncer, no Irajá, receberá parte da renda das vendas do livro "O Despertar de um sonho", de Joana Maria Teixeira. Autógrafos na próxima segunda (27) na Argumento do Leblon.

Comentários