Maioria dos recalls em veículos não foi feita

Por O Dia

Quando se fala em recall, a primeira coisa que vem à cabeça dos brasileiros são os de veículos. Não é para menos: a cada semana, são anunciadas novas campanhas. No entanto, ainda é pequeno o número de proprietários que atendem ao chamado das montadoras. Airbag dos veículos é o componente que mais tem apresentado problemas, mas 84% dos mais de 2,2 milhões de veículos não atenderam ao chamado das empresas e não fizeram a revisão. Em segundo lugar ficaram os freios, com 17% do total de componentes defeituosos responsáveis por pedidos de recall; em seguida, o sistema de combustível (16%); motor (11%); problemas na direção (9%); e cinto de segurança (7%). De acordo com o Denatran, a ineficiência das campanhas de recall se deve à dificuldade de o consumidor saber se seu veículo está entre os que tiveram o chassi informado nas campanhas. A fim de dar mais eficiência a essas campanhas, o governo pretende fazer uma parceria com as empresas do setor, para fornecer "apenas para essa finalidade" o nome e o endereço do proprietário do veículo que precisa passar por recall. No caso das motos, acrescentou, 60% dos problemas identificados implicam em risco de queda.

Comentários