'Fui brindada com um bom

Aos 70 anos, Regina Duarte entrega sua receita para viver bem: alimentação equilibrada, caminhadas e aulas de pilates

Por O Dia

Fundo, wallpaper, Capa
Fundo, wallpaper, Capa - .

Há 52 anos entrando na casa dos brasileiros, e geralmente no horário nobre, Regina Duarte, 70 anos, avalia seu caminho até aqui. "Tenho orgulho de ter sido sempre sincera, honesta. Nas relações com a família, com a profissão, com meus amigos, com os admiradores do meu trabalho", diz.

No ar como a cafetina Madame Lucerne em 'Tempo de Amar', Regina foi seduzida pela trama de mistério que envolve a dona da Maison Dorée, que esconde um grande segredo. "Venho tentando decifrá-la a cada capítulo. Mas ela é uma caixinha de surpresas", diz desconversando sobre as revelações que vem por aí.

A trama de época é especial para a atriz por muitas razões. Além do universo lúdico e misterioso da personagem, a atriz reedita a parceria com Tony Ramos no folhetim das seis - os dois fizeram par romântico em 'Rainha da Sucata', em 1990. "Tony é um grande ator, um parceiro de trabalho incrível. Estou ansiosa para que nosso primeiro encontro aconteça e nossas cenas juntos cheguem logo", torce.

Contabilizando 38 novelas no currículo, ela conta que ainda faz novelas com o mesmo entusiasmo, mesmo depois de tantos anos. "Já atuei muito em TV e, quando acontece, é sempre uma experiência feliz na medida em que me coloca em contato com um público maravilhoso que acompanha meus trabalhos há mais de 50 anos. Tenho muito apreço por isso", diz. "Na novela que está no ar agora, por exemplo, me apaixonei primeiro pela ideia de voltar a trabalhar com artistas que admiro muito, o Alcides Nogueira (autor) e o Jayme Monjardim (diretor)", completa.

VOCAÇÃO

A paulista de Franca descobriu aos 14 anos a paixão que guiaria sua vida. "Comecei no teatro amador com essa idade. A primeira peça que li foi no ônibus, olhando o texto do rapaz sentado ao meu lado, que era ator. E a partir daí, comecei a me interessar pelo teatro. Até então, eu queria ser bailarina, pintora, escritora. Aos 18 anos, fui convidada para um teste para uma novela", lembra ela sobre sua primeira trama, 'A Deusa Vencida', em 1965.

AS HELENAS

Intérprete de personagens inesquecíveis na TV, como a Malu do seriado 'Malu Mulher' (1980), a batalhadora Raquel Accioli de 'Vale Tudo' (1988) e a viúva Porcina de 'Roque Santeiro' (1985), Regina deu vida a mulheres fortes na ficção. Mas nas novelas de Manoel Carlos ficou eternizada por suas intensas Helenas. Ela, inclusive, foi a atriz que mais as fez em novelas do autor: a primeira em 'História de Amor' (1995), depois em 'Por Amor' (1997), e dez anos depois em 'Páginas da Vida' (2006).

"As três foram muito importantes. Quando estava acabando 'História de Amor', pedi ao Boni para seguir com a novela, como se fosse um seriado. Ele disse que não era possível, mas logo depois soube que viveria a Helena de 'Por Amor'", relembra sobre a trama que está sendo reprisada no canal Viva. "Essa novela foi muito marcante, não só por estar atuando pela primeira vez ao lado da minha filha, Gabriela, mas também por contar uma história com um conflito tão emblemático e que nunca foi esquecido pelo público", constata.

Regina diz que acompanha a novela: "Quando posso assisto, sim. É muito emocionante, um clássico. Vinte anos depois e ela ainda emociona o público. Muitas pessoas estão me abordando na rua por conta da exibição".

RECEITA DE BEM VIVER

Mãe de três filhos - André, Gabriela e João Ricardo - e avó de seis netos, parece que o tempo não passou para a eterna 'Namoradinha do Brasil'. "Acredito que fui brindada com um bom DNA. Além disso, sou atenta às formas saudáveis de viver: equilíbrio na alimentação e movimento, muito movimento... Caminhadas, aulas de pilates e fé no que, a esta altura, melhora o que temos por dentro: alma, coração e prazer com cada novo aprendizado", ensina. "Tenho entusiasmo e uma vontade imensa, inesgotável de aprender mais sobre a vida e o ser humano. Mas com sete décadas de vida nas costas, não há como a coluna resistir, por isso é tão importante o movimento cotidiano", conclui.

Avó presente e amorosa - a atriz posta fotos dos netos e se derrete nas redes sociais -, engana-se quem pensa que na intimidade eles podem tudo com ela. "Sou daquelas que não conseguem deixar de mimar e também não deixam de botar um freio. Acredito que criança gosta e precisa de limites", reflete.

Satisfeita com a carreira e a vida que conquistou, a atriz procura levar uma vida simples e em outro ritmo quando está longe dos sets de gravação. "Me sinto realizada. Quando não estou trabalhando, sou mãe, avó, amiga dos amigos, cidadã, dona de casa", revela sobre exercício de separar a estrela da TV da mulher.

Galeria de Fotos

Regina Duarte como Madame Lucerne na novela das seis, e com as meninas do cabaré (abaixo): personagem esconde um grande segredo Divulgação/TV Globo
G Divulgação/TV Globo
Fundo, wallpaper, Capa .
Regina Duarte João Miguel Junior

Comentários

Últimas de DMulher