FUTURO DO TRABALHO (2)

Por O Dia

A rotina em que o funcionário fica por oito horas diárias (ou mais) dia dentro da empresa deverá desaparecer gradativamente, aposta Daniela Klaiman. Na verdade, isso já está acontecendo. "Estamos vendo muitos profissionais saindo das empresas e exercendo funções autônomas, ou trabalhando em diversas companhias ao mesmo tempo. Eles têm que exercer diferentes funções em mais de um local", diz ela. As recentes mudanças introduzidas pela Reforma Trabalhista, que reduziram várias conquistas dos trabalhadores, aceleram essa mudança.

Comentários