Um recomeço emocionado e em alto astral

Roger volta aos treinos após retirar tumor no rim e quer reforçar o Botafogo no fim do Brasileiro

Por O Dia

Roger iniciou a corrida contra o tempo para tentar voltar ao time nas últimas rodadas do Brasileirão
Roger iniciou a corrida contra o tempo para tentar voltar ao time nas últimas rodadas do Brasileirão - Divulgação/Botafogo F.R.

O primeiro passo para o recomeço de Roger foi dado ontem. Com a alegria de um menino, como o próprio descreveu, ele voltou a treinar um mês após a remoção cirúrgica de um tumor benigno no rim direito. Ansioso, não escondeu a emoção no reencontro com os companheiros de Botafogo, sentimento que será o combustível para corrida contra o tempo para reforçar a equipe nas últimas rodadas do Brasileiro.

"A gente ganha título, faz grandes jogos... Mas hoje, com certeza, é o dia mais especial da minha carreira. É um recomeço. Estou curado, saudável e muito feliz. Não consegui dormir. O dia 7 de novembro é muito especial. Começo uma nova carreira", disse Roger, emocionado.

Diagnosticado com um tumor renal no início de outubro, o atacante se afastou do futebol em seu melhor momento no Botafogo. Artilheiro da equipe no ano, com 17 gols, ele nunca perdeu a fé. Confiante, garantiu que voltaria ainda em 2017. Quatro quilos mais magro, precisará de pelo menos 15 dias para recuperar o condicionamento físico.

Ontem, ele iniciou a avaliação fisiológica e física para determinar a carga de trabalho nos treinos. Com mais seis rodadas para o fim do Brasileiro, Roger mantém a fé intacta e crê na volta até o dia 3 de dezembro.

"Não tenho nenhuma restrição, nenhum remédio. Estou livre. É o mínimo que preciso para treinar. Perdi massa e emagreci um pouco... Tenho esse desejo de jogar esses dois últimos jogos, depois de 20 dias de treinamentos. Quero estar à disposição", frisou.

De volta ao trabalho, Roger já abriu negociação com a diretoria para prorrogar seu vínculo com o Botafogo. Com contrato até dezembro, o atacante, de 32 anos, está em alta. O Corinthians é um dos interessados, mas a renovação com o Botafogo é prioridade. Com salário na faixa dos R$ 150 mil, Roger fez uma contraproposta para receber cerca de R$ 250 mil no próximo contrato. As partes ainda conversam.

"A diretoria do Botafogo nos procurou, foi feita uma proposta da nossa parte e estamos esperando uma resposta. Acredito que na próxima semana teremos uma posição. Sempre respeitando o clube e seu planejamento. Mas está caminhando. O Botafogo tem a prioridade", disse Roger.

Mais perto da volta, o atacante projeta um glorioso futuro em seu recomeço.

Comentários

Últimas de Esporte