Flu, de novo, vacila no Maraca

Diante de um adversário direto para se afastar do Z-4, tricolores erram demais e empatam com o Coxa: 2 a 2

Por HUGO PERRUSO

Dourado acerta bela cabeçada para fazer o segundo do Flu: atacante é o artilheiro do Brasileiro 
com 17 gols
Dourado acerta bela cabeçada para fazer o segundo do Flu: atacante é o artilheiro do Brasileiro com 17 gols - Marcio Mercante / Agencia o Dia

Com mais uma atuação muito fraca e recheada de falhas defensivas, como nos dois gols sofridos em escanteios, o Fluminense não passou do 2 a 2 com o Coritiba, em pleno Maracanã, e segue sem se livrar matematicamente do risco de rebaixamento, além de se distanciar do sonho de disputar a Libertadores. A distância para ambos os lados é de sete pontos. Ao deixar escapar a vitória contra um adversário direto, assim como aconteceu diante do Bahia, o Tricolor mais uma vez foi vaiado pela torcida e agora terá que se recuperar em dois jogos fora Cruzeiro e Corinthians.

O início tricolor foi animador, com um gol de Marcos Junior bem anulado por impedimento e um chute de Douglas que Wilson espalmou, aos 4. O problema foram os outros 41 minutos. Após a pressão inicial, o que se viu foi a imagem do Fluminense neste Brasileiro: muito toque lateral, nenhuma objetividade e falhas defensivas.

Cavalieri já havia trabalhado em chutes de Carleto e Yan, mas não evitou o gol de Werley aos 43, na já tradicional falha coletiva em jogada de bola parada. Após escanteio, o zagueiro apareceu sozinho na pequena área e abriu o placar para o Coritiba.

Depois do intervalo, Abelão trocou Mateus Norton por Wendel e o Flu melhorou, mas não o suficiente. Por sorte, o Coritiba ajudou, aos 9: também após escanteio, Cléber Reis tocou para o próprio gol e marcou contra. Um minuto depois, enfim o Tricolor fez uma boa jogada e virou em cabeçada de Henrique Dourado.

Mas esse time tricolor não permite tranquilidade a seu torcedor. Numa sequência de falhas bisonhas o Coritiba empatou. Primeiro, uma jogada ensaiada no ataque foi cobrada nos pés do jogador do Coritiba e iniciou um contra-ataque parado por falta. Depois, Matheus Alessandro furou na área e gerou escanteio, que Getterson cabeceou sozinho, mas Cavalieri espalmou. Em novo escanteio, Cléber Reis subiu livre e empatou, aos 24.

Desorganizado, o Fluminense foi para o tudo ou nada, mas não levou perigo. Já o Coritiba quase marcou com Kleber, mas Diego Cavalieri fez excelente defesa.

Comentários

Últimas de Esporte