Triste rotina: Fla perde outra

Time vai ao Couto Pereira e cai para o Coritiba, na quarta derrota seguida fora de casa

Por O Dia

A fase ruim do Flamengo chegou ao limite. Com a derrota de ontem para o Coritiba por 1 a 0, no Couto Pereira, a quarta seguida fora de casa, o time de Reinaldo Rueda só se mantém no G-7 porque tem saldo de gols superior ao do Vasco, oitavo colocado. Na reta final do Brasileiro, o Rubro-Negro mira o G-4, mas tropeça mais do que avança.

"Não adianta ter o controle do jogo, mas não fazer o gol. Eles não chegaram, mas nós não soubemos aproveitar os espaços. Tem que mudar", afirmou Everton Ribeiro.

A atual situação na tabela preocupa. Dos últimos 18 pontos disputados, o Flamengo só conquistou quatro uma vitória, um empate e quatro derrotas, em seis rodadas. Nesse tempo, o time viu o pelotão da frente na classificação se afastar. Atualmente, seis pontos separam o Rubro-Negro do Santos, em quarto lugar. Enquanto isso, o Vasco surgiu no retrovisor e tirou toda a diferença.

Ontem, mais uma vez a defesa vacilou no início. Aos 7 minutos, Thiago Carleto levantou a bola na área, Juan se enrolou, caiu e ainda desviou a cabeçada do zagueiro Cleber Reis. Diego Alves não teve o que fazer para evitar o gol.

Na luta contra o rebaixamento, o Coritiba se agarrou ao resultado, e, trancado na defesa, resolveu que seguraria a vantagem mínima até o fim. O plano se mostrou arriscado dez minutos depois. Lucas Paquetá perdeu o gol, após rebote de chute de Everton. Wilson salvou o Coxa.

Foi a melhor chance do Flamengo, que, depois, dominou o resto do jogo, mas sem conseguir furar o bloqueio adversário. Para piorar, Everton, peça-chave do time, deixou o jogo no primeiro tempo, aos 25, com um problema muscular na coxa esquerda. Ele será reavaliado hoje, no Ninho do Urubu, para saber se preocupa para o jogos de domingo, contra o Corinthians, na Arena da Ilha Renê está suspenso, e para a primeira semifinal da Sul-Americana, quinta-feira, diante do Junior Barranquilla, no Maracanã.

Comentários

Últimas de Esporte