Mengão vira com o dedo da galera no Maraca: 2 a 1

Após polêmica com Rhodolfo, Vizeu faz golaço, garante vitória em cima do Junior Barranquilla e leva a torcida rubro-negra à loucura

Por Vitor Machado

Juan corre para a galera após marcar o primeiro gol do Flamengo
Juan corre para a galera após marcar o primeiro gol do Flamengo - FOTOS Marcio Mercante

A vantagem construída pelo Flamengo, ontem, contra o Junior Barranquilla, pode parecer pequena. Mas a forma como a vitória, de virada, por 2 a 1 sobre o time colombiano, no Maracanã, foi obtida, deixa na torcida a impressão de que se cumpriu a primeira parte da missão. Quinta-feira que vem, na Colômbia, qualquer empate classifica o Rubro-Negro à final da Sul-Americana. A equipe colombiana garante vaga se vencer por 1 a 0.

Embora o Flamengo ainda veja no G-4 do Campeonato Brasileiro o caminho mais lógico para a fase de grupos da Libertadores, a Sul-Americana tem valor especial. Ontem, após 16 anos, o Rubro-Negro voltou a disputar uma semifinal internacional.

Reinaldo Rueda não deu chance ao azar e optou por escalar a zaga titular,com Réver e Juan. No lugar de Everton, o treinador colombiano escalou Mancuello. Everton Ribeiro também começou jogando, assim como Felipe Vizeu, que se envolveu numa briga com Rhodolfo na vitória por 3 a 0 sobre o Corinthians.

Aos 19, porém, Diego Alves se machucou e deu lugar a Alex Muralha, que entrou em campo ovacionado. O apoio da torcida, porém, pouco adiantou. Téo Gutiérrez, um minuto depois, aproveitou falha da defesa em bola cruzada na área e abriu o placar.

Rueda trocou Mancuello por Vinicius Júnior aos 7 do segundo tempo. Quinze minutos depois, trocou Everton Ribeiro por Lucas Paquetá. As mudanças renovaram o gás do time do Flamengo.

Com bom toque de bola no meio e velocidade pelos lados, o Rubro-Negro oferecia perigo ao time colombiano. Aos 30, a equipe de Rueda finalmente conseguiu chegar ao empate. Trauco cruzou e Juan, de cabeça, estufou a rede do Junior Barraquilla.

A torcida explodiu no Maracanã e injetou energia na equipe. Seis minutos mais tarde, Felipe Vizeu virou o placar e transformou a apreensão da torcida rubro-negra em esperança. Trauco cruzou, William Arão escorou de cabeça e o camisa 25 encheu o pé.

Domingo, o Flamengo recebe o Santos na Ilha, pelo Brasileiro, e, na quinta-feira, decide a vaga na final da Sul-Americana, contra o Junior Barranquilla, na Colômbia. Diego Alves, com fratura na clavícula, no ombro direito, está fora dos dois jogos. Alex Muralha é a primeira opção de Reinaldo Rueda.

Galeria de Fotos

NAÇÃO EM FESTA! Vizeu (D) é saudado pela torcida após o lindo gol que decidiu o jogo Marcio Mercante
Diego Alves se choca com Yoni González: goleiro fraturou a clavícula AFP PHOTO / LEO CORREA
Juan corre para a galera após marcar o primeiro gol do Flamengo FOTOS Marcio Mercante

Comentários

Últimas de Esporte