Sampaoli polemiza ao dizer que não vê Alemanha como favorita na Copa do Mundo

Treinador ainda cravou a convocação de Messi e vê Brasil, França e Espanha como as melhores seleções

Por O Dia

Argentina's coach Jorge Sampaoli shouts during the 2018 World Cup qualifier football match against Peru in Buenos Aires on October 5, 2017. / AFP PHOTO / Alejandro PAGNI
Argentina's coach Jorge Sampaoli shouts during the 2018 World Cup qualifier football match against Peru in Buenos Aires on October 5, 2017. / AFP PHOTO / Alejandro PAGNI - AFP

Argentina - Atual tetracampeã mundial, a Alemanhã é considerada por muitos como um das favoritas ao título da Copa do Mundo de 2018. No entanto, há quem discorde. O técnico da seleção argentina, Jorge Sampaoli, excluiu a equipe de Joachim Löw das suas preferidas e de quebra ainda fez críticas a forma de atuar dos atuais campeões do mundo.

"Para mim, Brasil, França e Espanha estão um passo à frente de nós, sobretudo pelo tempo de trabalho. Não coloco a Alemanha (na lista) porque não gosto de como eles jogam. O que sonha que morre, morre. Temos que entender as três finais perdidas, e estamos entendendo. Temos que colocar na cabeça que temos o às de espadas (Messi) entre nossas cartas. Se tivermos um bom funcionamento, ele pode ser de muita ajuda", disse o técnico em uma conferência de imprensa na escola de jornalismo “Tea&Deportea”.

Sampaoli ainda cravou a convocação do craque argentino, afirmando que ele é o único intocável desta seleção.

"O único intocável é Messi. Mas além dele, ninguém deve se sentir assim. Ninguém tem contrato de exclusividade. Existem muitos fatores para analisar na hora de montar a lista, mas ninguém a imagina sem Lionel", afirma o treinador.

 

Comentários

Últimas de Esporte