Fogão quer vitória para fazer as pazes com a torcida

Após duas derrotas em casa, time precisa dos três pontos em cima do lanterna Atlético-GO para seguir firme no G-7

Por O Dia

Jair Ventura cobra a vitória sobre o Atlético-GO, mas não vê o Alvinegro 
em declínio
Jair Ventura cobra a vitória sobre o Atlético-GO, mas não vê o Alvinegro em declínio - Vitor Silva/SSPress/Botafogo

O jejum de vitórias em casa é pequeno dois jogos , recente, mas tem incomodado muito alvinegro, seja torcedor, jogador ou o técnico Jair Ventura. O comandante mantém a cabeça no lugar em meio à pressão criada pelos tropeços contra Fluminense e Atlético-PR. A vitória sobre o Atlético-GO, hoje, às 20h, no Nilton Santos, é a melhor solução para selar a paz com as vozes que ecoam da arquibancada e renovar o fôlego da equipe na disputa pela vaga na Libertadores.

"Não comentamos, mas é um assunto legal. Perguntaram se estava pressionado, como o vice-líder do returno é pressionado? É estranho, como cai de rendimento se somos o segundo melhor do país no returno? A situação não é tão crítica assim. Precisamos sempre vencer, mas não é nada desesperador", minimizou Jair Ventura.

Com 51 pontos, o Botafogo chegou a liderar o returno do Brasileiro e a ficar muito perto de entrar no G-4. Os tropeços em casa diminuíram as chances da equipe, e as más atuações contra Fluminense e Atlético-GO foram cobradas com vaias do torcedor, que questiona a queda de rendimento de muitos titulares. Jair defende o grupo.

"O rendimento não pode ter caído tanto. Claro que é um grande dificultador em final de temporada para o treinador, tem que estar sempre motivando quem está pensando nas férias ou no novo clube, mas somos profissionais, eu tento extrair sempre o máximo... Desde que assumi, a gente perde ou ganha, não somos muito de empatar. Quero ganhar os quatro restantes, a torcida também", destacou Jair.

Para recuperar a confiança da torcida, o dever de casa bem feito é obrigação na noite de hoje no Nilton Santos.

Comentários