Programa vai reunir doações a pessoas menos favorecidas

Por O Dia

Rio - A Prefeitura do Rio definirá as normas para colocar em prática o programa do 'Disque Solidariedade', que vai reunir doações diversas para pessoas menos favorecidas. A lei que criou o projeto foi promulgada e já está em vigor.

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos ficará responsável por estabelecer os critérios socioeconômicos dos possíveis beneficiários das doações e os procedimentos de arrecadação, cadastro e armazenamento do material recebido, que deverá ser registrado com dados pessoais do doador, como nome, telefone e endereço.

Os procedimentos para doação ainda serão definidos pela pasta. O autor da lei, vereador professor Adalmir (PSDB), sugere a criação de uma linha telefônica para notificação e comunicação de doadores. Diversos itens podem ser oferecidos, como roupas e utensílios, mas o programa vai priorizar a oferta de móveis de uso doméstico, além de eletrodomésticos.

"Existe uma facilidade de descartar bens em condições de uso e pessoas que necessitam desses bens", destacou o vereador. Ele acredita que o programa vai ajudar a população carioca que vive em regiões de vulnerabilidade, principalmente nos casos de enchente e deslizamentos de encostas. "São pessoas menos favorecidas ou em situação de necessidade", completou Adalmir.

O 'Disque Solidariedade' já foi adotado em outras regiões do Brasil, como em Curitiba, no Paraná.

 

Últimas de _legado_Notícia