Mugabe não renuncia e processo continua

Partido do chefe de Estado de 93 anos prossegue com decisão de impeachment

Por O Dia

Robert Mugabe: estadista sugere desafio a seu próprio partido e fala sobre presidir um congresso
Robert Mugabe: estadista sugere desafio a seu próprio partido e fala sobre presidir um congresso - STR / AFP

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, 93 anos, confundiu o país ao terminar o seu discurso de ontem TV estatal ZBC (Zimbabwe Broadcasting Corporation) sem anunciar sua renúncia. O Comitê Central de seu partido ZANU-PF disse a ele para renunciar até as 12h de hoje, ou enfrentaria processos de impeachment logo no dia seguinte. Lovemore Matuke, partido do governo do Zimbábue, disse que o processo de Mugabe continua:

"A decisão do Comitê Central é válida até que eu seja avisado do contrário", afirma Lovemore. Ele acrescentou que o discurso de Mugabe foi simplesmente surpreendente aos que esperavam renúncia imediata.

"Não foi em linha com o que esperávamos. Tínhamos entendido que a sua renúncia iria acontecer, para evitar o constrangimento do impeachment. O exército está adotando sua própria rota e, como políticos, estamos tomando nossa própria rota, mas o objetivo final é garantir que ele vá, o que deveria ter feito nesta noite".

"EU PRESIDIREI"

Contrariando expectativas, Mugabe sugeriu que estava desafiando o partido no poder. Ele fez referência a um congresso do partido no próximo mês, que iria presidir.

"O Congresso vai acontecer em algumas semanas a partir de agora. Eu presidirei os processos do congresso, que não deve ser palco de quaisquer atos susceptíveis de prejudicá-lo ou de comprometer os resultados aos olhos do público", afirmou.

Mugabe afirmou também que falhas do passado podem ter provocado raiva em alguns quarteirões, o que é bastante compreensível.

"A partir desta noite, a nação retorna ao foco, em todos os níveis", disse. "O conflito intergeracional deve ser resolvido", acrescentou, em referência à aparente visão de que a sua impopular esposa de 52 anos deve estar na linha sucessória.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência