Harry apresenta a noiva, a atriz Meghan Markle, nos jardins do Palácio de Kensington, onde vão morar; anúncio do casório foi a notícia da segunda - FOTOS AFP/Daniel LEAL-OLIVAS
Harry apresenta a noiva, a atriz Meghan Markle, nos jardins do Palácio de Kensington, onde vão morar; anúncio do casório foi a notícia da segundaFOTOS AFP/Daniel LEAL-OLIVAS
Por

Vai ter casório na Família Real Britânica ano que vem! O príncipe Harry e a atriz americana Meghan Markle vão oficializar a união em 2018, anunciou ontem a Casa Real, um ano e meio depois de terem se conhecido. "Soube que era ela desde o primeiro momento em que nos vimos", derreteu-se à imprensa Harry, neto da rainha Elizabeth II, ao lado de Meghan nos jardins do Palácio de Kensington, onde morarão após o enlace, na primavera do Hemisfério Norte.

Meghan disse estar "muito feliz", enquanto exibia o anel de noivado que recebeu do príncipe. A aliança, desenhada pelo próprio Harry, conta com três diamantes, dois deles pertencentes à mãe dele, a falecida princesa Diana.

Em entrevista à BBC, o príncipe, de 33 anos, e Meghan, de 36, contaram que se conheceram em Londres em um encontro às cegas organizado por uma amiga em comum, e um mês depois ele a convidou para passar cinco dias acampando em Botswana. Harry explicou que tentou preparar a futura esposa para a enorme atenção midiática e popular que se aproximava. "Tentei alertá-la o máximo que pude, mas acho que a reação nos surpreendeu totalmente", disse.

Divorciada de seu primeiro marido, um produtor de cinema com o qual esteve casada durante dois anos (2011-2013), Meghan encarnou uma advogada na série de televisão 'Suits'. A atriz é a segunda americana divorciada a entrar na Casa Real britânica, depois de Wallis Simpson, a esposa de Edward VIII, tio-avô de Harry que abdicou em 1936, após apenas 10 meses no trono.

O que em outra época era polêmico, hoje pode ajudar: "Mostrará que Harry é um homem profundamente moderno, à altura, e não uma criatura estranha vinda de outro planeta, como os membros da Casa Real às vezes são percebidos", disse Penny Junor, biógrafa do príncipe.

 

Você pode gostar
Comentários