O grito de independência de Queimados

Por Carlos Vilela Prefeito de Queimados

Carlos Vilela, prefeito de Queimados
Carlos Vilela, prefeito de Queimados - Divulgação

Os tempos de luta pela emancipação de Queimados ainda estão bem vivos na minha memória. Movido pelo idealismo e pelo sonho de transformar o então distrito de Nova Iguaçu em uma cidade e assim melhorar as condições de vida da população, um grupo de moradores do qual tive a honra de ser um dos pioneiros se juntou e aglutinou forças em prol dessa causa. Após anos de batalha, Queimados tornou-se independente no histórico dia 25 de novembro de 1990, dando um decisivo passo rumo ao desenvolvimento. Agora, quase balzaquiana, a cidade completa 27 anos em meio a um crescente crescimento econômico, sendo um dos municípios da Baixada Fluminense que mais avançaram nos últimos anos.

A emancipação representou para Queimados mais autonomia, investimentos, melhorias na infraestrutura, empregos e dignidade para seus moradores. Hoje, vejo que valeu muito a pena todo o sacrifício enfrentado para chegarmos aos dias atuais. Quis o destino que eu me tornasse prefeito, algo que sinceramente jamais projetei, mas que me proporciona um imenso orgulho, pois estamos podendo dar continuidade à grande transformação do município que começou com o ex-prefeito Max Lemos.

Enfrentar a crise econômica que afetou o país e mais gravemente o Rio de Janeiro tem sido um desafio a ser vencido. Contudo, por meio de um rigoroso equilíbrio orçamentário, temos conseguido passar ao largo dessa turbulência e seguir buscando novas conquistas para o município. Queimados é hoje uma das poucas cidades do estado que pagam ao funcionalismo em dia (são 2.500 servidores) graças a uma gestão financeira austera. Nosso Distrito Industrial, por exemplo, saltou de apenas sete empresas, em 2009, para mais de 40 indústrias.

Nestes 11 meses à frente da cidade, obtivemos novos e significativos avanços. Entregamos 546 habitações populares do Minha Casa, Minha Vida e estão sendo construídas outras 2.240 unidades. Na Educação, aumentamos para 15 mil o número de estudantes matriculados, implantamos sala para alunos com necessidades especiais e estamos reformando duas escolas. Já na Saúde, inauguramos duas novas Clínicas da Família, e outras três se encontram em construção; criamos um sala para tratamento de doenças genéticas raras, e em breve a cidade ganhará um Centro de Especialidades Médicas e a maternidade pública.

Como se vê, temos motivos para comemorar e devemos nos orgulhar. Por isso, preparamos uma programação de 11 dias de atividades, que incluem novas conquistas para o município como as inaugurações de uma escola, de uma Clínica da Família e de um Centro de Referência em Assistência Social, além do lançamento de um programa de incentivo municipal à aquisição de casas populares e de outro voltado à melhoria da segurança pública.

Queimados, a independência que deu certo!

Comentários

Últimas de Opinião