Após conquista, bailarina faz espetáculo para quem a ajudou

Ela vendeu doces no trem para fazer curso no exterior. Hoje vai dançar na Central

Por GUSTAVO RIBEIRO

Amanda dançará ao som de músicas que ressaltam o espírito guerreiro
Amanda dançará ao som de músicas que ressaltam o espírito guerreiro - divulgação

A estação de trem da Central será animada por um flashmob hoje à tarde, com apresentações de dança às 15h e às 16h. A protagonista será a bailarina Amanda Mattos, de 20 anos, que ficou conhecida vendendo brigadeiros nas composições da SuperVia para conseguir fazer um curso de dança no exterior. Moradora de Mesquita, ela volta a uma estação ferroviária para agradecer aos passageiros que a ajudaram e transmitir a mensagem de que vale a pena batalhar pelos sonhos.

Acompanhada de 20 integrantes do grupo Favela em Dança, Amanda dançará músicas que tratam questões relacionadas ao espírito guerreiro do brasileiro, como "Meu nome é favela" (Arlindo Cruz), "Êta povo pra lutar" (Zeca Pagodinho), "Pesadão" (Isa) e "Lado A e Lado B" (O Rappa).

O DIA Baixada contou a história de Amanda em junho. Em agosto de 2016, ela passou em uma prova para um curso de verão na Central Florida Ballet, nos Estados Unidos. Para complementar o dinheiro da viagem, vendeu os docinhos nos trens, de abril a junho, entre Mesquita e a Central, juntando cerca de R$ 2 mil, e fez uma vaquinha virtual, que rendeu R$ 7 mil. A tão sonhada viagem aconteceu em julho e ela retornou ao Brasil em agosto. "Tirei como lição que nunca vou abandonar meus sonhos", diz Amanda.

Cada entrada do grupo durará cerca de 10 minutos. A bailarina distribuirá doces com uma mensagem de encorajamento durante a ação.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro