Conam nega participação

Por O Dia

Procurado pelo DIA, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB-Rio), indicou o representante da Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam), Paulo Cesar dos Santos, o PC, para esclarecer a participação do partido na tentativa de golpe na Faferj.

PC negou qualquer ligação institucional com o episódio, mas reconheceu que havia militantes do partido e da Unegro na ocupação. "Existem problemas na Faferj que precisam ser esclarecidos, mas o movimento social que participa da disputa tomou a decisão (de ocupar a Faferj) sem consentimento do partido", garantiu.

Na avaliação do representante da Conam, Rossino não consegue organizar a Faferj a nível estadual, concentrando sua atuação basicamente na capital. Porém, PC afirmou que é completamente contra qualquer tipo de golpe. "Achei que foi uma atitude precipitada, que não teve o apoio nem do PCdoB e nem da Unegro".

No entanto, o presidente da Faferj insiste que o Partido Comunista do Brasil está por trás da conspiração. "O PCdoB lutou tanto contra o golpe que deram na Dilma (Rousseff, ex-presidente da República) e agora aplica um golpe na Faferj", assegurou Rossino. O DIA tentou localizar a representante da FAF-Rio, Deusimar da Costa, mas não conseguiu. A FAF-Rio não tem sede nem site.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro