Promoções para superar o baixo número de passageiros no trecho

Por O Dia

A Linha 4 do metrô está precisando lidar com um número de passageiros diários bem abaixo da previsão inicial. Estudos apontavam que cerca de 300 mil pessoas usufruiriam das novas instalações, mas a frequência atinge pouco mais da metade do que foi estipulado. Para atenuar os números frustrados, a concessionária MetrôRio vem lançando mão de promoções e medidas de integração.

Em abril deste ano, a linha operou de graça por nove dias. A oferta valia obrigatoriamente para viagens com origem e destino nas estações da Linha 4. No mesmo mês, fixou em R$ 3 o valor da tarifa para os passageiros que utilizassem o cartão pré-pago do metrô e embarcassem em uma das novas estações. A tarifa comum era de R$ 4,10 e agora é de R$ 4,30. Em outubro, o consórcio fez um acordo com a prefeitura e com os permissionários de transporte alternativo para instaurar a integração com o sistema de vans do trajeto São Conrado / Jardim de Alah, com tarifa de R$ 5. O projeto, que beneficiou moradores da Rocinha e do Vidigal, concede desconto de R$ 2,90 nos três primeiros meses, e de R$ 2,35 após esse período.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro