Ataque de bandidos na Providência mata o 118º PM

Escreva ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ?????????????

Por gabriel sobreira

O 3º Sargento Victor Aleixo Oliveira da Costa é o 118º PM morto este ano
O 3º Sargento Victor Aleixo Oliveira da Costa é o 118º PM morto este ano - Reprodução

Um policial militar morreu e outros dois, além de um mototaxista, ficaram feridos em ataque de bandidos contra uma viatura na manhã de ontem, na esquina das ruas do Livramento e João Alvares, na Gamboa. Lotado na UPP Providência, o 3º sargento Victor Aleixo Oliveira da Costa, 36 anos e 12 na corporação, é o 118º policial morto este ano no Rio. O enterro dele será hoje no Jardim da Saudade de Sulacap.

"A minha irmã, Gilda, mãe do Victor, pediu para ele não entrar na polícia porque sabia a violência que é. Mas ele gostava daquilo que fazia. Tinha tudo pela frente como policial, mas lamentavelmente a gente vê que a criminalidade e a violência impediram o futuro de um rapaz. Todos nós fomos um pouquinho destruídos com a perda de uma pessoa tão querida", desabafa Nilton Marcos, tio da vítima.

Aleixo deixa uma filha de 2 anos e a mulher, a soldado Luana Cristina, lotada na UPP Providência, com quem se casou mês passado. "A esposa perguntava para ele se alguém faria isso por ele salvar os companheiros. Mas ele fazia sem pensar porque era da natureza dele ajudar. Já tinha salvo outros companheiros em outras ocasiões. Dessa vez ele conseguiu também. Mas ele faleceu. Todos estão devastados", lamenta um amigo.

Era por volta das 5h40 de ontem quando uma guarnição renderia outra na Praça Américo Brum, na Providência. Mas no caminho, próximo à Rádio Tupi, os oficiais foram surpreendidos por criminosos. Um dos policiais sob ataque pediu prioridade, já que dois colegas estavam feridos, identificados como soldados Ferreira e Douglas. "Foi quando o sargento Aleixo, que chegou mais cedo para trabalhar e estava fazendo supervisão, procedeu em apoio em outra guarnição e foi alvejado na cabeça", explica uma fonte. Aleixo foi socorrido, mas não resistiu. Os outros policiais foram transferidos para o Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio, e não correm risco.

Na Rua do Livramento o cenário era praticamente de guerra. Além da viatura atingida, outros dois carros também estavam com os vidros estilhaçados e uma moto caída no chão perto de marcas de sangue. Além de muitas cápsulas de balas pelo chão. "Ele perdeu a vida defendendo o estado. Faço um pedido aos governadores. Ate quando vamos ver famílias como a nossa passando por isso? Chega de ver tantos policiais mortos por aí. Não suportamos mais", implora Nilton Marcos.

Tiros na CDD e na Rocinha

A base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus foi atacada por criminosos ontem de manhã. Segundo a polícia, ninguém ficou ferido na ação. Uma dupla passou atirando, e policiais revidaram. Por causa do tiroteio, a Rua Edgard Werneck chegou a ser fechada.

Na Rocinha, um suspeito morreu em operação do Batalhão de Choque. Com ele, foi apreendido um fuzil modelo AK-47. Moradores começaram a relatar desde cedo, nas redes sociais, intenso tiroteio na localidade do Laboriaux.

Em Campo Grande, um PM matou dois bandidos e feriu um terceiro que tentaram assaltar uma loja no Calçadão, sábado.

Galeria de Fotos

Cápsulas na Rua do Livramento Luiz Ackermann / Agencia O Dia
O 3º Sargento Victor Aleixo Oliveira da Costa é o 118º PM morto este ano Reprodução

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro