Coronel da FAB é morto a tiros

Por O Dia

O coronel reformado da Força Aérea Brasileira (FAB), Ialdo Pimentel, de 76 anos, foi morto a tiros no Túnel Prefeito Marcello Alencar, no Centro, na manhã de ontem. A esposa dele, que também estava no carro na hora do crime, e não ficou ferida, prestou depoimento e alegou que eles não chegaram a sofrer um assalto.

O delegado André Timoni, da Divisão de Homicídios (DH), não descarta a hipótese de execução, justamente porque os criminosos não roubaram nada. Uma testemunha que prestou depoimento ontem na DH, afirmou que Ialdo tentou acelerar três vezes após a abordagem.

Na saída da delegacia, a mulher do militar, que não teve a identidade revelada, se limitou a dizer que o marido era "uma pessoa muito querida" e que estavam casados há mais de 40 anos.

Segundo o 5º BPM (Praça da Harmonia), Ialdo dirigia no sentido Rodoviária Novo Rio, quando foi abordado por dois criminosos armados em um carro, que fizeram os disparos. Por conta da ocorrência, uma faixa do túnel foi interditada por 1h20. A perícia foi feita no local e no veículo do militar. Policiais recolheram imagens das câmeras de segurança instaladas na região que possam identificar os autores do crime.

Comentários