Vereadores aprovam a volta de trocadores no Rio

Escreva ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ????????????? ?????????????

Por O Dia

A Câmara Municipal do Rio aprovou ontem, o projeto de lei que proíbe a dupla função de motoristas de ônibus e garante a volta de cobradores aos coletivos. O texto irá para sanção do prefeito Marcelo Crivella.

A proposta aguardava a segunda votação desde junho. Na última vez que havia entrado em pauta, no dia 7 daquele mês, rodoviários lotaram as galerias da Câmara, mas a apresentação de um substitutivo retirou o projeto de pauta.

Para o vereador Reimont (PT), autor do texto, a dupla função coloca em risco a segurança dos passageiros, dos pedestres e do trânsito. "Ao mesmo tempo em que dirige, o motorista libera a catraca, atende os que pagam em dinheiro, confere a identidade de quem tem direito a gratuidade, mas não tem o cartão, vigia a porta traseira, presta contas aos fiscais, aciona o elevador para os passageiros cadeirantes, entre outras coisas".

Em nota, o Rio Ônibus informou que considera a volta dos cobradores um retrocesso. "A medida ignora que todos os ônibus do Rio têm bilhetagem eletrônica (a exemplo de outras grandes cidades do mundo) e que o Supremo Tribunal Federal já ratificou decisão do Tribunal Superior do Trabalho considerando as funções de motorista e cobrador compatíveis entre si", destacou o sindicato das empresas de ônibus. Segundo o órgão, mais de 70% das transações nos coletivos da cidade são feitas com cartões RioCard.

Comentários