Moradores organizam passeata pela paz em homenagem a jovem morto

Morte em Paraty provocou comoção entre amigos e parentes da vítima nas redes sociais

Por O Dia

Tovick Coelho morreu após ser baleado em assalto a loja em Paraty
Tovick Coelho morreu após ser baleado em assalto a loja em Paraty - Reprodução Facebook

Rio - A morte do jovem Tovick Coelho, de 16 anos, chocou os moradores de Paraty, na Costa Verde do estado. Os moradores do município organizam passeata pela paz em homenagem ao adolescente, no próximo sábado, na Praça do Chafariz. O rapaz passava em frente a uma filial das Casas Bahia no momento em que bandidos assaltavam o estabelecimento nesta segunda. Ele foi atingido, chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

O caso provocou grande comoção nas redes sociais entre amigos e parentes da vítimas. Segundo relatos, Tovick era estudante do Curso de Formação de Professores. Procurada pelo DIA nesta segunda-feira, a PM só havia divulgado que dois bandidos foram presos no local, sendo um deles ferido, e que posteriormente um outro criminoso foi detido também baleado.

Na mesma ação, um PM ficou ferido no pé sem gravidade e os policiais recuperaram um carro roubado, uma pistola e o material da loja. Na nota oficial desta segunda, enviada ao DIA, a corporação não citou o jovem baleado na ação dos bandidos.

Questionada na manhã desta terça-feira, após a repercussão da morte de Tovick, a Polícia Militar encaminhou a mesma nota da Polícia Civil, que foi enviada após quase 24 horas do assalto. No posicionamento, a polícia diz que "outro menor, vítima, também teria sido baleado durante o confronto". Neste novo texto, a Civil identifica um dos envolvidos no crime como menor de idade.

De acordo com a 167ª DP (Paraty), um dos suspeitos baleados chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município e o outro seria soldado do Exército. A polícia destacou ainda que vai pedir as imagens de câmeras de segurança instaladas para investigar as circunstâncias do crime.

Nas redes sociais, amigos e parentes lamentaram a morte da vítima. "É uma dor enorme que eu e todos os estudantes estamos sentido. Paraty chorou! Era um aluno excelente, ninguém tinha o que reclamar dele", disse um deles.

A página "Se liga no Cembra", do curso onde Tovick estudava, disse que a PM deu a entender que o jovem era um dos bandidos envolvidos. "Isso vem se repetindo no cotidiano de Paraty, jovens morrendo diariamente pela polícia. Acusaram Tovick de bandido", relatou um dos organizadores na página.

A prefeitura divulgou, pelo Facebook, uma nota de pesar e informou que cobrará 'rigorosamente a apuração das circunstâncias em que o adolescente foi baleado'. Em nota, a Casas Bahia informou que está colaborando com as investigações dos órgãos competentes e que a loja permanece fechada.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro