O gari carioca é admirado

Por O Dia

Com relação aos garis, Rubens Teixeira é só elogios: "As pessoas reconhecem e admiram essa figura. As pessoas chamam o gari de lixeiro, mas lixeiro é quem joga lixo na rua. Gari entende é de limpeza", ressaltou. Segundo ele, os trabalhadores têm alta rotatividade na empresa, tanto por se especializarem em outras áreas e mudarem de emprego, quanto pelos muitos profissionais antigos na casa que se aposentam. Teixeira garantiu que a área de Recursos Humanos da Comlurb vai estudar possibilidades de valorizar, ainda mais, os garis. "Os trabalhadores vão ser incentivados a estudar. Desde que esteja preparado, um gari pode galgar cargos de confiança e até mesmo, por que não?, se tornar presidente da Comlurb, como eu agora, algum dia". Para ser gari é exigido, pelo menos o 5º ano do ensino fundamental. O salário inicial é R$2,4 mil para uma jornada de 44 horas semanais.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro