PRF apreende 40 pistolas e aponta nova rota do tráfico para o Rio

Criminosos mudaram o trajeto de armas e drogas e a forma de agir, usando casais com crianças e idosos

Por MARIA INEZ MAGALHÃES

trafico1
trafico1 - arte o dia

Criminosos que saem do Paraguai com destino ao Brasil principalmente Rio e São Paulo transportando armas e drogas passaram a entrar no país pelo litoral do Sul do Brasil e a evitar a tradicional rota do tráfico feita pelo Mato Grosso do Sul e Paraná. As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que terça-feira apreendeu, na Rodovia Presidente Dutra, altura de Itatiaia, no Sul Fluminense, 40 pistolas importadas, 1,5 mil peças de munição e carregadores com um casal que saiu de Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Eles estavam com os filhos gêmeos, de 8 anos, e são de Joinville, também em Santa Catarina. As crianças foram levadas para o Conselho Tutelar de Barra Mansa, no sul do estado.

De acordo com a PRF, os policiais têm prendido muitos criminosos oriundos dessa região, principalmente na BR-101, na região da Rio-Santos. A apreensão será investigada pela Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme).

O perfil do casal preso também demonstra mudanças nas táticas dos traficantes que têm usado famílias, idosos e até policiais, segundo a PRF, para entrar com armas e drogas no Brasil na tentativa de não chamar atenção da polícia. A PRF informou que o policiamento está sendo intensificado nessa nova rota com atenção mais voltada para esse atual perfil de criminosos.

"Do Mato Grosso do Sul e do Paraná, os traficantes já vinham para São Paulo e Rio, mas eles estão buscando caminhos alternativos, às vezes, até andando mais, aumentando o trajeto, mas passando por rodovias menos visadas porque o trajeto tradicional já está mais do que monitorado. Ao invés de virem direto para São Paulo, por exemplo, os traficantes têm ido para Santa Catarina, acessando a rota pelo litoral do Sul. Temos observado que eles têm buscado outros caminhos. Esse casal (preso terça-feira) fez esse caminho e entrou pela Dutra mesmo mas temos muitos casos como esses na Rio-Santos", explicou o porta-voz da PRF, José Hélio Macedo.

Os presos são Marcos Rogério, de 28 anos, e Jessica Azenha, de 29. José Hélio contou que desconfiou do casal porque Marcos ficou muito nervoso ao ser abordado. As pistolas, todas com numeração raspada, são de calibres .40 e 9mm, de fabricações turca, austríaca, americana e brasileira. Segundo a PRF, o suspeito confessou que receberia uma quantia em dinheiro para trazer o armamento, mas não disse para quem e não para onde iria o material.

"Temos visto com frequência casais com crianças no carro, assim como tiveram idosos e até policiais que dão carteiradas. São pessoas acima de qualquer suspeitas, mas que a gente aborda quando recebemos denúncia ou não. O caso de terça não foi denúncia. Tem algumas pessoas que já tremem logo como foi a de ontem (terça-feira). Mas tem bandidos que até fazem escândalo quando vamos desmontar o carro dizendo que ali está uma família, que não são bandidos", contou o porta-voz da PRF.

Galeria de Fotos

Casal estava com os filhos gêmeos, de 8 anos, no carro em que transportavam todo o armamento. Crianças foram para Conselho Tutelar DIVULGAÇÃO/PRF
trafico arte o dia
trafico1 arte o dia

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro