Senador Zezé Perrella (PMDB)
Senador Zezé Perrella (PMDB)Jefferson Rudy/Agência Senado
Por
O dono da fazenda onde o helicóptero da família Perrella pousou com 450 kg de cocaína em 2013, no Espírito Santo, foi preso ontem com outras seis pessoas por tráfico.
"Em 2013, houve envolvimento com um helicóptero de um político e isso tumultuou. Mas quatro anos depois conseguimos a prisão desse indivíduo", disse o delegado da PF Leonardo Damasceno, que apreendeu 250 kg de cocaína escondida num contêiner.
Publicidade
Em 2013, a polícia apreendeu a aeronave da empresa do deputado Gustavo Perrela e seu pai, o senador Zezé Perrella (PMDB-MG), descarregando a droga na fazenda de Elio Rodrigues. Quatro pessoas foram presas, entre elas o piloto, que estaria usando o helicóptero sem autorização.
Também ontem, o ministro do STF Marco Aurélio revogou ontem a prisão domiciliar e o uso de tornozeleira da irmã e do primo de Aécio, Andrea Neves e Frederico Pacheco, além do ex-assessor de Zezé Perrela, Mendherson de Souza. Eles são acusados de esquema com o tucano para receber R$ 2 milhões da JBS. Foi determinada a quebra dos sigilos bancário e fiscal dos quatro investigados. O advogado criminalista Alberto Zacharias Toron, que defende Aécio divulgou nota na qual afirma que a quebra é medida "natural e salutar para confirmar a absoluta correção" dos atos do cliente.
Publicidade