Brasil, a 3ª maior população carcerária

Por O Dia

A população carcerária do Brasil ultrapassou a da Rússia em 2015 e se tornou a terceira maior do mundo. Segundo o Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen), do Ministério da Justiça, em 2016 o número de presos chegou a 726 mil; em 2015, foram 698 mil. O país só está atrás dos EUA (2,1 milhões) e China (1,6 milhão), enquanto o número de vagas, estagnado, alcança apenas a metade.

A taxa de ocupação nas prisões saltou de 188% para 197% do início do ano passado em comparação a 2015. Na prática, nove em cada dez detentos vivem em unidades superlotadas. São 19 presos para 10 vagas.

Em relação aos presos que não foram julgados, há 292 mil detentos provisórios para 118 mil vagas taxa de ocupação de 247%, enquanto para os condenados em regime fechado a taxa é de 161%.

"Ano que vem permitiremos que tornozeleiras viabilizadas por recursos federais possam ser utilizadas para prisões domiciliares e diminuir o número de presos provisórios", disse Jefferson de Almeida, do Depen.

Comentários

Últimas de Brasil