Marun no comando da articulação política

Deputado, famoso pela 'dancinha da vitória', será Secretário de Governo de Temer

Por O Dia

Entre os feitos de Carlos Marun está a veemente defesa de Eduardo Cunha no processo de cassação
Entre os feitos de Carlos Marun está a veemente defesa de Eduardo Cunha no processo de cassação - Alex Ferreira/Câmara dos Deputados

O deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) será o novo secretário de Governo do Governo Temer. O próprio presidente convidou o deputado para a vaga ocupada por Antonio Imbassahy (PSDB-BA). O principal desafio do futuro ministro é conseguir angariar votos para aprovar a Reforma da Previdência.

O peemedebista foi o principal nome da 'tropa de choque' de Eduardo Cunha na Câmara, inclusive na votação que culminou na cassação do mandato do ex-presidente da Casa. Ele esteve entre os dez deputados que votaram contra a perda do mandato de Cunha (450 votaram a favor) e foi o único a utilizar a tribuna da Casa para defender o colega. Depois de preso, Cunha ainda recebeu visitas suas em Curitiba.

Na lista dos "feitos" do deputado do Mato Grosso do Sul, está o destaque de seu trabalho interno pelo arquivamento das duas denúncias da Procuradoria-Geral da República contra Temer. Inclusive, quando a segunda denúncia foi derrubada, se aproximou de alguns jornalistas que acompanhavam o processo e, literalmente, fez uma dancinha e cantou vitória: "Tudo está no seu lugar. Graças a Deus, graças a Deus. Surramos mais uma vez essa oposição, que não consegue nenhuma ganhar", disse Marun no ritmo da canção "Tudo Está no Seu Lugar", de Benito di Paula.

Com a nomeação de Marun e o consequente afastamento do PSDB em mais uma pasta importante do governo, partidos como PP, PSD, PR, PTB, PSC - além do próprio PMDB -comemoram e 'se acalmam', aumentando as chances do Planalto conseguir aprovar a Reforma da Previdência.

Otimismo pela aprovação da PEC

Marun acredita na aprovação da Reforma da Previdência, que está parada na Câmara. "O ambiente é favorável, a contabilidade tem aumentado a favor da reforma da Previdência,mas é preciso agora criar uma onda a favor da reforma", disse Marun.

O peemedebista também disse que apoia a proposta do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de iniciar os debates da matéria já na quinta-feira desta semana.

"É preciso desmistificar o tema da Previdência, e botar de forma clara no plenário argumentos a favor e contra", disse Marun.

O deputado foi convidado por Temer para participar de uma viagem oficial à Argentina junto com o relator da Reforma da Previdência na Câmara, deputado Arthur Maia (PPS-BA).

Comentários

Últimas de Brasil