Presença feminina no audiovisual

12º Festival Internacional de Cinema Feminino exibe 64 filmes de 18 países, no CCBB, com entrada franca

Por gabriel sobreira

O longa 'Pela Janela' ('A Window to Rosalia') (2017), de Caroline Leone
O longa 'Pela Janela' ('A Window to Rosalia') (2017), de Caroline Leone - Divulgação

Equidade de gênero, empoderamento feminino, igualdade de direitos e respeito às diferenças estarão ainda mais em voga entre os dias 13 e 18 de dezembro. É quando acontece o 12º Festival Internacional de Cinema Feminino (FEMINA), no CCBB, Centro do Rio, com entrada gratuita para as sessões (senhas distribuídas uma hora antes) e seminários (programação e inscrições no www.feminafest.com.br).

"As imagens que produzimos e divulgamos de mulheres, homens, LGBT's, negros, indígenas, brancos e amarelos contribuem para determinar os papéis a que cada um terá acesso e direito de desempenhar na vida social. O cinema tem uma importância na promoção da igualdade, da tolerância e do respeito", defende Paula Alves, que divide a curadoria com Eduardo Cerveira.

HOMENAGEADAS

O evento exibirá 64 produções, muitas inéditas no Brasil, de 18 países e terá três homenageadas: a cineasta Sandra Werneck, a produtora Vania Catani e a atriz Laura Cardoso. "Este festival é muito importante. Divulga o olhar feminino em todas as suas infinitas possibilidades de pensar o Brasil, a mulher e a sociedade", reforça Sandra. Realizado desde 2004, o festival teve um hiato de dois anos por falta de patrocínio. "Trabalhar com cultura e gênero sempre foi tarefa árdua, mais em momentos de crise, quando a área cultural é uma das primeiras a sofrer cortes. Mais o fato de presenciarmos uma onda conservadora na sociedade. Entretanto, questões de gênero, igualdade, direitos humanos e diversidade ganham mais espaço na mídia e nas redes sociais. Um exemplo é a proliferação de discussões sobre a sub-representação de mulheres e negros no cinema, temas que o FEMINA debate desde 2004", enfatiza a curadora.

Galeria de Fotos

Djin Sganzerla em 'A Moça do Calendário' (2017), de Helena Ignez FOTOS Divulgação
O curta-metragem 'Projeto Beirute' (2015), de Anna Azevedo Divulgação
'Das Nuvens pra Baixo' (2017), de Eliska Altmann e Marco Antonio Divulgação
Festival Internacional de Cinema Feminino - Quem Matou Eloá Divulgação
O longa 'Pela Janela' ('A Window to Rosalia') (2017), de Caroline Leone Divulgação

Comentários

Últimas de DMulher