Pente-fino do INSS cancela mais de 19 mil benefícios no Rio de Janeiro

Por O Dia

O pente-fino que o governo Temer faz nos auxílios-doença do INSS, que não passaram por revisão há mais de dois anos, cancelou somente no Rio de Janeiro 19.269 benefícios de 23.719 perícias realizadas. De acordo com balanço divulgado pelo Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), pasta à qual o INSS agora é subordinado, a ausência de convocados levou ao cancelamento de outros 2.072 benefícios até o dia 22 de novembro, data do último levantamento.

Além disso, conforme os dados, 5.551 benefícios foram convertidos em aposentadoria por invalidez, 70 em auxílio-acidente, 182 em aposentadoria por invalidez com acréscimo de 25% no valor do benefício e 719 pessoas foram encaminhadas para programa de reabilitação profissional.

No estado, 41.100 benefícios de auxílio-doença serão revisados. A economia anual estimada até agora é de R$ 233,7 milhões.

Já em todo país, foram feitas 242.167 perícias com 213.873 benefícios cancelados. A ausência de convocados levou ao cancelamento de outros 20.304 benefícios. Além disso, 39.406 foram convertidos em aposentadoria por invalidez, 2.066 em auxílio-acidente, 1.272 em aposentadoria por invalidez com acréscimo de 25% no valor do benefício e 5.854 pessoas acabaram encaminhadas à reabilitação profissional.

Ao todo, 530.191 benefícios de auxílio-doença serão revisados. O governo espera "economizar" R$ 3 bilhões com o corte destes benefícios.

Comentários

Últimas de Economia