Greve geral é suspensa

Por O Dia

As centrais sindicais suspenderam a greve geral prevista para a próxima terça-feira. O motivo, segundo as entidades, foi a decisão do governo Temer de retirar a Reforma da Previdência da pauta a votação, inicialmente agendada o dia seguinte da paralisação nacional. Um documento foi assinado pelas seis entidades sindicais (CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB) explicando os motivos do cancelamento.

O texto, no entanto, aponta que caso o governo remarque a votação, uma nova greve será convocada. "Conclamamos todos os trabalhadores e trabalhadoras a continuarem mobilizados, em estado de alerta."

Contrárias à reforma, as centrais haviam definido o calendário da paralisação no último dia 24, em reunião em São Paulo.

Comentários

Últimas de Economia