Por
O Regime de Recuperação Fiscal (RRF) prevê ainda outros empréstimos ao Estado do Rio. No entanto, o de R$ 2,9 bilhões é o único destinado exclusivamente para pagamento de salários. Ao todo, serão R$ 11,1 bilhões em empréstimos ao governo do estado durante a vigência do plano.
Vale lembrar que esse montante considerava o valor de R$ 3,5 bilhões estimados inicialmente para a operação de crédito com garantia das ações da Cedae, e a quantia foi reduzida para R$ 2,9 bilhões.
Publicidade
As outras duas operações financeiras são para financiar a modernização da Secretaria de Fazenda e um Programa de Demissão Voluntária em estatais (a princípio, Central e RioTrilhos).
Por estar em Brasília com objetivo de fechar o empréstimo, Pezão remarcou a reunião que tinha agendada para hoje com o Movimento Unificado dos Servidores Públicos (Muspe). O encontro acabou transferido para o dia 20, quando haverá vigília no Palácio Guanabara.
Publicidade
Servidores querem calendário único de pagamentos e pedir a aprovação da emenda (do Psol) ao Orçamento de 2018 que impede parcelamento de salários, entre outros pleitos das categorias.