Sem novas negociações

Por

Por outro lado, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que apesar do adiamento para fevereiro, o governo não vai reabrir as negociações para alterar a proposta. Após reunião com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, ele declarou que o governo discutiu apenas uma modificação pontual, mas disse que a equipe econômica não está disposta a fazer novas concessões. As mudanças que estão sendo acordadas pelo governo serão apresentadas no dia da votação, explicou o relator, Arthur Maia.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários