Carta aberta à comunidade

Por O Dia

Ontem um grupo de docentes demitidos no Rio de Janeiro divulgou carta aberta à comunidade acadêmica para denunciar as demissões que classificaram como "o mais terrível processo de demissão em massa de Docentes Universitários cometido pela Universidade Estácio de Sá, uma chacina social que atentou contra a dignidade da pessoa humana e os valores sociais do trabalho."

No documento, os professores dizem que o termo "reorganização da base de professores utilizado pela universidade para justificar a demissão em massa de 1.200 Professores na verdade nada mais é do que redução de custos de pessoal".

Os docentes alertam que "nos últimos anos, a educação universitária no Brasil tem sido um dos setores da economia mais rentáveis. Sem regulamentação do poder público, o setor educacional brasileiro passa por intenso processo de mercantilização dominado por grandes grupos econômicos escondidos por detrás de fundos de investimentos estrangeiros que visam apenas lucro".

Comentários

Últimas de Economia