Euriquinho advertiu que o futebol precisa respeitar o orçamento
Euriquinho advertiu que o futebol precisa respeitar o orçamentoSeverino Silva
Por
Quando o assunto é investimento para a temporada 2018, o Vasco quer manter os pés no chão, apesar da classificação para a Libertadores. O time já está garantido na pré e aguarda a definição da Sul-Americana, amanhã, entre Flamengo e Independiente, no Maracanã, para saber se avançará direto à fase de grupos do torneio continental.
"O torcedor cobra muito, porque quer atletas mais renomados, mas a gente tenta não sair do eixo. Esse ano tem Libertadores, mas a gente vai fazer de tudo para não sair do nosso objetivo, do nosso perfil, e não trazer problemas para as administrações futuras", afirmou Eurico Brandão, vice-presidente de futebol do clube, em entrevista ao site Globoesporte.com.
Publicidade
Ele não negou que o momento financeiro na Colina seja complicado: "A situação do Vasco é difícil. Na ponta do lápis, a perspectiva do clube não é muito boa. Vai ser um ano de muita dificuldade. Vamos ter que apertar muito o cinto. Todos os departamentos devem apertar o cinto, fazer reduções drásticas em despesas e custos. O clube precisa disso. Eu acho que dá para montar um time competitivo."
PAULINHO VALORIZADO
Publicidade
O dirigente também comentou a valorização de Paulinho: "Tenho certeza de que grandes clubes vão atrás dele. Pelo perfil é o atleta de 17 anos com melhor aproveitamento no Brasil. A maturação física desses atletas para disputar competição profissional é muito difícil, e o Paulinho se mostrou muito bem preparado. Tem maturação rápida."
A situação de Thalles, fora dos planos do Vasco, também foi comentada na entrevista. "Fizemos de tudo para ajudar o Thalles. A gente sabe que ele tem carinho pelo clube, mas infelizmente não consegue ter comportamento condizente com o que o clube precisa. Não consegue se manter em forma, tem problemas sérios", lamentou Euriquinho.
Publicidade