Fogão quer Roni para liberar Bruno Silva

Cruzeiro formaliza proposta para levar o volante, mas diretoria alvinegra pede inclusão do atacante, que defende time japonês

Por O Dia

Bruno Silva já deixou claro que pretende defender o Cruzeiro 
em 2018
Bruno Silva já deixou claro que pretende defender o Cruzeiro em 2018 - Satiro Sodré/SSPress/Botafogo

A novela envolvendo o volante Bruno Silva, o Botafogo e o Cruzeiro ainda não chegou ao fim. Ontem, o empresário do jogador, Carlinhos Sabiá, trouxe uma proposta oficial do clube mineiro, que se responsabilizaria a pagar uma parte da multa rescisória seriam R$ 3 milhões parceladamente , além de incluir um atleta na negociação surgiu o nome do atacante Élber, não confirmado.

Apesar de não ter sido formalizado um acordo, as partes consideram que houve evolução. Os representantes do Botafogo fizeram uma contraproposta e pediram a inclusão do atacante Roni, que está emprestado pelo Cruzeiro ao Albirex Niigata, do Japão. Agora, caberá à diretoria da Raposa dar uma posição sobre a possibilidade.

SITUAÇÃO NÃO É SIMPLES

Roni tem contrato em vigor com os japoneses, com os direitos federativos presos ao Cruzeiro até o dia 8 de abril do ano que vem. O problema é que a negociação não seria simples porque provavelmente os mineiros teriam que envolver uma compensação ao Albirex dinheiro ou a cessão de um jogador.

Revelado pelo Remo, Roni foi contratado pelo Cruzeiro em 2015 por R$ 700 mil. Ele jogou pela equipe sub-20 e foi emprestado ao Náutico, onde se destacou. Em 2016, foram 51 jogos e 14 gols pelo time pernambucano. Na temporada de 2017, tem 36 jogos e oito bolas na rede.

Se não conseguir avançar em relação ao nome de Roni, provavelmente a diretoria do Alvinegro vai pedir a inclusão de um outro jogador. Apesar de ter contrato até o fim de 2018 com o Botafogo, a saída de Bruno Silva é tida como certa porque ele se desgastou muito com a torcida e a própria diretoria nos últimos meses e já deixou claro que deseja defender o Cruzeiro.

Comentários

Últimas de Esporte