Torcedor do Flamengo deixa a 12ª DP, em Copacabana, após prestar esclarecimentos: confronto anunciado - Severino Silva
Torcedor do Flamengo deixa a 12ª DP, em Copacabana, após prestar esclarecimentos: confronto anunciadoSeverino Silva
Por RAFAEL NASCIMENTO

A confusão envolvendo torcedores do Flamengo, que acabou com a detenção de 48 pessoas em frente aos hotéis em que a delegação do Independiente estava hospedada, na Barra da Tijuca e em Copacabana, no começo da madrugada de ontem, era algo anunciado. Há dias, dezenas de rubro-negros nas redes sociais prometiam não dar trégua aos argentinos. Só a PM parecia não saber.

A confusão foi retaliação ao que houve na Argentina, dia 6, no primeiro jogo da final. Lá, os 'hermanos' receberam os brasileiros com intenso foguetório de madrugada.

Na internet, os flamenguistas incitaram a confusão na porta do hotel da delegação do Independiente. "Fogos, bomba, bateria. A p**a toda. Hora de ver quem é quem", postou um deles.

Agentes do Rio Seguro detiveram torcedores, após tumulto em frente a hotéis em Copacabana. Entre os envolvidos, havia dois soldados da Aeronáutica e cinco menores. Na Barra, torcedores do Flamengo foram para a porta do hotel onde os atletas do time argentino estariam hospedados. Lançaram bombas e ameaçaram os jogadores.

Depois, souberam que o time argentino teria se transferido para Copacabana, mas não sabiam em que hotel. Então, promoveram atos de vandalismo na porta de vários estabelecimentos da Rua Siqueira Campos e das avenidas Princesa Isabel e Atlântica. O grupo arrancou pedras portuguesas das calçadas e as jogou em direção aos prédios.

Após quase uma hora de confusão, os torcedores foram presos e encaminhados a prestar depoimento na 12ª DP, em Copacabana. Depois de ouvidos, foram liberados. Eles responderão por desacato, desordem e resistência à prisão. Os soldados vão responder na Justiça comum e também na militar.

Em nota, o Flamengo repudiou e lamentou os atos violentos de torcedores e pediu desculpas ao clube argentino.

Você pode gostar
Comentários