Bolinha cruel com Fla e Vasco

Sorteio da Liberta coloca cariocas em grupos difíceis. Na pré, Cruzmaltino pega chileno

Por O Dia

A sorte está lançada. Os oito clubes brasileiros que vão participar da Libertadores de 2018 Flamengo, Vasco, Corinthians, Cruzeiro, Grêmio, Palmeiras, Santos e Chapecoense conheceram ontem, em Luque, no Paraguai, os primeiros adversários na busca pelo título continental. O sorteio, na sede da Conmebol, foi duro com o Flamengo, que caiu no Grupo 4, ao lado de River Plate-ARG e Emelec-EQU. E colocou a Universidad de Concepción, em 10º lugar no Campeonato Chileno, no caminho dos vascaínos. A Chape terá o Nacional-URU como adversário na fase prévia.

Caso o Vasco avance, terá pela frente quem se classificar entre Jorge Wilstermann-BOL x E3 (Oriente Petrolero-BOL ou Universitario-PER). Se levar a melhor nesse duelo, irá para um grupo muito complicado, o 5, com Cruzeiro, Universidad de Chile-CHI e Racing-ARG.

Integrante do pote 3 no sorteio, o Flamengo ainda terá que conhecer um dos rivais pela vaga no Grupo 4. Será o 'Ganhador 1' (Deportivo Macará-EQU, Deportivo Táchira-VEN, Independiente Santa Fé-COL, Santiago Wanderes-CHI ou Melgar-PER). Os confrontos entre River Plate e Flamengo, Corinthians e Independiente e Boca Juniors e Palmeiras estão entre os principais da primeira fase da Libertadores da América.

"Está muito equilibrado, sem qualquer projeção. Pode ser o Independiente Santa Fé vindo da fase preliminar, mas não dá para escolher muito o adversário. Essa edição da Libertadores tem muitos campeões. Com um grande número de brasileiros, era natural que caíssemos contra um dos grandes argentinos", avaliou Rodrigo Caetano, diretor-executivo do Flamengo.

Se Grêmio e Corinthians são os únicos brasileiros que conhecem todos os adversários de seus grupos, o Palmeiras terá duas pedreiras pela frente: o Boca Juniors-ARG e o Alianza Lima-PER.

Comentários

Últimas de Esporte