Priscila Menucci, a Dona Nica do programa do SBT, tem fama de brava e diz que, às vezes, o chinelo voa na direção dos fi lhos

Por O Dia

Rio - Desde junho deste ano, quando estreou como a divertida Dona Nica, uma mulher que não aceita desaforo, em ‘A Praça É Nossa’, do SBT, Priscila Menucci só tem motivos para comemorar. Já venceu a Globo na audiência e ainda é com ela, e o ator Enio Vivona, o quadro que abre o programa de Carlos Alberto de Nóbrega.

Priscila Menucci nos bastidores de 'A Praça É Nossa'%2C do SBTDivulgação

“A gente tem batido direto a Globo. Dá um orgulho e, claro, um gostinho até mais saboroso por ser a Globo”, admite Priscila, aos risos. “Esse quadro mostra que nós com anismo não somos piadinha.

A brincadeira que fazemos tem um grande respeito, não tem chacota. O ‘Seu’ Carlos (Alberto de Nóbrega) tem muito medo disso (chacota). A gente sempre conversa, ele pergunta se está tudo bem”, completa a atriz de 42 anos.

SEM PIADA

No quadro, Dona Nica (Priscila) é casada com Amâncio (Enio), e ela vive repreendendo o marido quando ele faz piadas com os 91 cm dela. Mas não é só na TV que a mulher mostra que tem personalidade. “Então, dizem que eu sou brava. Às vezes, voam chinelos aqui em casa e dou uns gritos também. Com os meninos aqui em casa, o chinelo precisa voar”, divertese ela, que é mãe de Pedro Henrique, de 11 anos, e João Paulo, de 6, e casada com o editor Leonardo Colen, 36 - todos eles têm nanismo.

CONVERSA FRANCA

Priscila conta que, quando o primogênito tinha 5 anos, ele começou a questionar o motivo dos amiguinhos serem maiores que ele, a mãe e o pai. “Eu disse que ele ia ser pequeno também e que ser pequeno não quer dizer que não será um grande homem”, lembra.

“Toda pessoa é diferente da outra. E quando sai a família todinha, não temos problema. Quando têm olhares, não são maldosos, a maioria. As pessoas me reconhecem do programa”, vibra.

A alegria da intérprete só dá lugar à tristeza quando o assunto é roupa. “Se eu compro uma calça incrível, tenho que cortar pela metade. Acabo pagando duas vezes. Nenhuma marca se interessou em portadores de nanismo porque acham que não somos público alvo. Mas alguém anda pelado na rua?”, indaga ela, que calça 25. “Preciso mandar fazer sapato de salto. Gasto uma grana”, lamenta.

OPORTUNIDADES

Com 15 anos de carreira, a atriz comemora as chances para os atores com necessidades especiais. Amiga da atriz com nanismo Juliana Caldas, a Estela de ‘O Outro Lado do Paraíso’, da Globo, Priscila diz que ambas sonharam com esse momento. “Quando vemos um amigo crescendo, crescemos junto. Somos artistas e queremos mostrar a nossa arte”, frisa ela, que já foi operadora de telemarketing e assistente de RH.

NUDEZ

Em nome da causa, ela posou nua para uma campanha inclusiva. “As pessoas nos olham como se fôssemos crianças e dizem: ‘Ah, que bonitinha’. Sou uma mulher, tenho 42 anos, tenho sexualidade. Me despir foi o mais tranquilo, foi por uma causa”, conta. “Sou gostosa na medida certa”, assume. Priscila revela que o marido é ciumento, mas leva de boa, até porque ela faz valer a própria voz. “Às vezes, ‘trago’ a Dona Nica para casa porque precisa”, brinca.


Últimas de _legado_Notícia