Catalan regional government president Carles Puigdemont signs a document about the independence of Catalonia after a session of the Catalan regional parliament in Barcelona on October 10, 2017.
Catalonia's leader Carles Puigdemont said he accepted the
Catalan regional government president Carles Puigdemont signs a document about the independence of Catalonia after a session of the Catalan regional parliament in Barcelona on October 10, 2017. Catalonia's leader Carles Puigdemont said he accepted the "mandate of the people" for the region to become "an independent republic," but proposed suspending its immediate implementation to allow for dialogue. / AFP PHOTO / LLUIS GENEAFP/LLUIS GENE
Por

A Justiça espanhola suspendeu ontem o mandado de prisão para a Europa contra o ex-presidente catalão Carles Puigdemont e quatro de seus ministros.

O grupo está asilado na Bélgica por dar início a um processo independentista em outubro. Na época, o premiê espanhol, Mariano Rajoy, suspendeu o governo de Puigdemont, dissolveu o Parlamento da região autônoma e convocou eleições.

A retirada das prisões mostra nova virada na crise da Catalunha e coincide com o lançamento da campanha para as votações, que acontecerão no próximo dia 21 e devem ter Puigdemont como candidato.

Você pode gostar
Comentários