Incêndio de 'magnitude histórica' deixa 12 mortos em Nova York

Quatro pessoas ficaram gravemente feridas. Vítimas tinham entre um e 50 anos. Números ainda podem aumentar

Por O Dia

Incêndio de 'magnitude histórica' deixa 12 mortos em Nova York
Incêndio de 'magnitude histórica' deixa 12 mortos em Nova York - AFP

Nova York - Doze pessoas morreram e quatro ficaram gravemente feridas em um incêndio, nesta quinta-feira, em um prédio residencial no bairro do Bronx, em Nova York. Uma das vítimas foi uma criança de um ano. Este é o pior incêndio registrado na cidade em pelo menos 25 anos, segundo o prefeito Bill de Blasio.


O fogo começou no primeiro andar do prédio, por voltas das 19h (22h de Brasília), e rapidamente atingiu os outros andares. Os bombeiros informaram que chegaram ao local três minutos após o início do incêndio. Mais de 170 homens foram acionados para combater as chamas por cerca de duas horas. O fogo foi controlado e as equipes estão realizando uma operação de rescaldo.


Na manhã desta sexta-feira, as equipes seguiam procurando por feridos no edifício, o que faz com que acreditem que o número de vítimas ainda pode aumentar. Todas tinham idade entre um e 50 anos, e três eram da mesma família, segundo informou o comandante do Corpo de Bombeiros de Nova York, Daniel Nigo. Ele ainda declarou que “essa tragédia é, sem dúvidas, de uma magnitude histórica”.


De acordo com a imprensa, os bombeiros encontraram duas pessoas mortas em uma banheira cheia de água na qual as vítimas, provavelmente, tentaram escapar das chamas. As autoridades investigam as causas do incêndio que atingiu todos os cinco andares do prédio, com 25 apartamentos. A suspeita inicial é de que o fogo tenha começado na lixeira.


Uma escola próxima ao local da tragédia foi transformada em abrigo de emergência para os moradores resgatados. A cidade enfrenta uma semana de muito frio, com temperaturas que chegam a 10 graus negativos.

O prédio fica no bairro do Bronx, próximo ao zoológico, um dos locais mais visitados da cidade. Lá, moram muitos integrantes das comunidades latina e negras.

Com informações da AFP

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência