Troca-troca de presos

Operação transfere detentos do CV de presídios paulistas para o Rio

Por O Dia

Operação contou com apoio de avião da Força Aérea Brasileira
Operação contou com apoio de avião da Força Aérea Brasileira - Divulgação

Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) deixou o Rio de Janeiro e pousou na quinta-feira no aeroporto de Presidente Prudente, no oeste do Estado de São Paulo, levando 21 presos ligados à facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC). Eles cumpriam penas em presídios fluminenses por crimes cometidos no Estado do Rio de Janeiro. Ao voltar para o Rio, a aeronave trouxe 32 presidiários do Comando Vermelho (CV). Eles estavam detidos na Penitenciária de Florínea, na região de Assis (SP), por crimes cometidos em São Paulo.

As transferências foram necessárias para evitar confrontos entre militantes das facções rivais, segundo fontes de segurança ouvidas pela reportagem do Estadão Conteúdo. Foi montado um rigoroso esquema de segurança no aeroporto de Presidente Prudente. A Polícia Militar de São Paulo usou o helicóptero Águia e teve a ajuda de policiais civis do Grupo de Operações Especiais (GOE) e de agentes penitenciários.

Os presos que vieram para o Rio foram divididos em diversas unidades prisionais do estado. A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio (Seap) não informou nomes nem as facções dos presos. Em nota, o órgão informou que, na manhã de quinta e ontem, recebeu 97 detentos cariocas que cometeram crimes em São Paulo e estavam presos naquele estado.

Segundo nota da Seap, foram também transferidos, com autorização da Vara de Execuções Penais (VEP) e o apoio do Ministério da Justiça e Departamento Penitenciário Nacional, 60 internos do Rio para São Paulo. "Todos são paulistas e haviam cometido crimes no Rio de Janeiro", afirmou a secretaria em nota.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro