Major da PM é sequestrado por homens armados

Joelmir dos Santos foi capturado em Niterói e encontrado horas depois, em favela de São Gonçalo, no porta-malas de um carro

Por Bruna Fantti

coronel
coronel - reprodução

O major PM Joelmir dos Santos, chefe do Centro de Instrução do Comando de Operações Especiais (COE), foi sequestrado na estrada de Maricá, em Niterói, por homens armados na manhã de ontem, e gravou um vídeo de dentro do cativeiro solicitando resgate à cúpula da corporação.

O oficial foi encontrado à noite, com as mãos amarradas no porta-malas de um carro por agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), na comunidade do Anaia, em São Gonçalo. Segundo informações passadas pelo oficial, ele estava acompanhado de uma mulher no momento da abordagem. Ela não teve o nome revelado e seu paradeiro é desconhecido.

"Ele está sendo conduzido para a Delegacia de Homicídios de Niterói para prestar depoimento. A mulher que o acompanhava ainda não foi localizada", disse o delegado Marcos Amin, titular da especializada, na noite de ontem. A PM confirmou que ele permaneceu desaparecido durante o dia, mas até o fechamento desta edição, a corporação não tinha se posicionado.

Na gravação feita por um celular, enquanto era mantido em domínio de supostos traficantes, o major aparece sentado em um cômodo construído somente com tijolos. Nas imagens, ele se identifica e diz: "Estou aqui desde a manhã. Meu contato é coronel Henrique, chefe do Estado Maior, pode fazer contato com ele. Ou coronel Nogueira, do GAM. Ou coronel Renne Alonso, comandante do 2ºCPA". No vídeo, é possível ver parte do rosto de um homem, que seria um dos sequestradores.

Galeria de Fotos

Policiais reforçam policiamento no Rio Seguro em Copacabana e no Leme DIVULGAÇÃO
Chefe do Comando de Operações Especiais (COE), Joelmir gravou um vídeo de dentro do cativeiro Estefan Radovicz/ ARQUIVO
coronel reprodução

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro