TCM diz que Saúde fecha ano com dívida

Por JONATHAN FERREIRA

presídio bangu
presídio bangu - reprodução

Um levantamento do Tribunal de Contas do Município (TCM) apontou que a dívida da Prefeitura do Rio com as Organizações Sociais (OSs) que administram cinco hospitais, UPAs e Clínicas da Família quadruplicou de janeiro a outubro deste ano. De acordo com o relatório divulgado ontem, a administração municipal acumula dívida de R$ 460 milhões com as OSs. O conselheiro José de Moraes afirmou que a previsão é que o município encerre o ano com dívida de aproximadamente R$ 1 bilhão na área da saúde.

De acordo com o TCM, pelo menos 50% das unidades são geridas por OSs, segundo o Sindicato dos Médicos do Rio, fechou o setor de internação e suspendeu cirurgias eletivas para contingenciar recursos.

Em nota, a Secretaria de Saúde explicou que não foi notificada. E afirmou que além de uma dívida de R$ 115 milhões com as OSs, a atual gestão encontrou um déficit orçamentário referente a contratos de R$ 435,8 milhões. A secretaria disse que foram feitos cortes de quase R$ 300 milhões nos contratos com as OSs.

Galeria de Fotos

Ex-presidente se defendeu no Congresso. Ela vira senadora domingo AFP/NOTICIAS ARGENTINAS/DANIEL VIDES
presídio bangu reprodução

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro