Indício de fraude até em pregão

Por O Dia

A investigação aponta que a Comsercaf superfaturava o contrato de iluminação, acumulando desvios de R$ 3 milhões. A maior parte (R$ 60 milhões) seria da coleta de lixo. "Os contratos de iluminação de Cabo Frio custavam mais de R$ 500 mil por mês. Cidades como Londrina e Guarulhos gastam de R$ 130 a R$ 140 mil", ressaltou Laterça. Há indício de fraude no pregão que efetivou o contrato definitivo de manutenção.

As ambulâncias locadas pela prefeitura eram de uma empresa controlada pelos mesmos empresários responsáveis pela coleta de lixo e tinham má conservação. O prefeito Marquinho Mendes não aparece nas denúncias. Interceptação telefônica mostrou que Cláudio Moreira tentou usar a influência do deputado estadual Iranildo Campos (PSD) para derrubar o comandante do 25º BPM em abril, mas não conseguiu. Campos afirmou que não é amigo de Moreira, que não conhecia a finalidade do pedido e que não levou a solicitação à frente. O DIA não conseguiu contato torno com a prefeitura, a Comsercaf e a defesa dos presos.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro