Fiscalização em ruas da Zona Sul identifica 76 placas adulteradas

Fiscais da prefeitura percorreram 103 pontos, em dois dias, no Leblon e Copacabana

Por ASSINATURA REPÓRTER

Pouco menos de dois meses a 12ª DP (Copacabana) ter desvendado um esquema de falsificação de placas de estacionamento na Zona Sul, a Prefeitura do Rio, ontem, concluiu uma fiscalização de dois dias que encontrou 76 placas adulteradas em Copacabana e no Leblon. Ao todo, fiscais estiveram em 103 pontos de estacionamento do Rio Rotativo.

Ontem, 11 multas foram aplicadas pela Coordenadoria de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques, integrada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), o mesmo número de infrações na quarta-feira.

Além das 76 placas adulteradas, fiscais encontraram lugares sem indicações de início e término do Rotativo e guardador sem crachá. Ao todo, 92 pontos do sistema foram analisados em Copacabana. No Leblon, 11 localidades foram inspecionadas.

Em outubro, a Polícia Civil identificou uma quadrilha que atuava no Rio coordenando e ditando as regras de estacionamento em diversos bairros, faturando R$ 200 mil por semana. Segundo os policiais, grande parte das placas instaladas em Copacabana tinham alguma espécie de adulteração, como alteração de local proibido para permitido com cobrança e o horário autorizado para estacionamento. Também foi constatada nas placas a redução do período de validade do bilhete para cada local, aumentando os gastos dos motoristas.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro