Velório da Atriz Eva Todor no teatro Municipal. Fotos de Estefan Radovicz/Agência O Dia
      Byline
Velório da Atriz Eva Todor no teatro Municipal. Fotos de Estefan Radovicz/Agência O Dia BylineEstefan Radovicz/Agência O Dia
Por O Dia
Rio - O corpo da atriz Eva Todor foi velado no Theatro Municipal do Rio, nesta segunda-feira. O velório começou por volta das 9h e foi até às 11h. Amigos, fãs e familiares prestaram sua última homenagem à atriz. O corpo de Eva Todor foi cremado. A veterana morreu aos 98 anos, em casa, em decorrência de uma pneumonia. "O sorriso, a força e a alegria da Eva vão ficar marcados para todos nós", disse a atriz Nathalia Timberg. "Ela era senhora absoluta de sua arte", afirmou a pesquisadora Tânia Brandão.
Eva foi diagnosticada com Mal de Parkinson há alguns anos e estava longe da TV desde "Salve Jorge", da autora Gloria Perez, exibida em 2012. A veterana estava em internação domiciliar desde o dia 9 de setembro. Antes disso, ela já havia sido internada na Casa de Saúde São José, na Zona Sul do Rio. A atriz era viúva e não tinha filhos.
Publicidade
Com mais de 80 anos de carreira, a atriz brilhou no teatro nos anos 1930 e estreou no cinema na década de 60, no filme “Os Dois Ladrões”, de Carlos Manga. Na TV, a artista tinha um vasto currículo entre telenovelas, minisséries e especiais. "Roque Santeiro" (1975), “Locomotivas” (1977), "A Gata Comeu" (1985), "Hilda Furacão" (1998), "O Cravo e a Rosa"(2000) e "Caminho das Índias" (2009) são alguns dos seus trabalhos mais marcantes.