Empresas ganham crédito federal

Duas viações da Baixada recebem financiamento do FGTS para comprar ônibus novos

Por O Dia

As empresas de ônibus Ponte Coberta e Viação União serão contempladas com R$ 33 milhões do Programa Refrota, do Ministério das Cidades, para renovar suas frotas e beneficiar usuários de transporte público de sete municípios da Baixada Fluminense. O projeto faz parte do Programa de Infraestrutura de Transporte e da Mobilidade Urbana (Pró-Transporte) e é financiado por recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A empresa Ponte Coberta obteve R$ 21,8 milhões para renovar 65 ônibus que vão favorecer a população de Mesquita, Nova Iguaçu, Seropédica e Nilópolis. Já a Viação União terá R$ 11,2 milhões para renovação de 30 ônibus, beneficiando os moradores de Duque de Caxias, Magé e Belford Roxo.

O programa Refrota de 2017 (Refrota 17) estabelece linha de financiamento de R$ 3 bilhões em recursos do FGTS para o financiamento de 10 mil ônibus. O objetivo do programa é modernizar 10% da frota nacional estimada em 107 mil unidades. A contratação ocorre no prazo máximo de seis meses a contar da data de publicação da seleção no Diário Oficial da União.

Lançado em dezembro de 2016, o Refrota 17 incentiva a melhoria do transporte público coletivo urbano. A ideia é otimizar e agilizar o processo de contratação de novos ônibus para renovação do contingente de veículos. Os interessados em participar do programa devem fazer sua inscrição por meio de cartas-consultas. As inscrições podem ser realizadas a qualquer momento.

A Viação União ressaltou que o Refrota não é um auxílio às empresas, e sim um programa de renovação de frota. "A Viação União solicitou uma análise de crédito para esse programa de financiamento para a compra de 30 ônibus urbanos através do Refrota (...) Para conseguir a aprovação do financiamento, a empresa precisou comprovar que está em dia com as suas obrigações fiscais e com as leis ambientais", explicou. A companhia também esclareceu que, por enquanto, aconteceu apenas a aprovação do financiamento e, portanto, ainda é cedo para prever quando os veículos serão adquiridos.

Segundo o Ministério, já foram realizadas outras cinco operações do Refrota para o Rio de Janeiro.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro