No teatro, foi príncipe e palhaço

Por O Dia

Antes de fundar a Escola de Papai Noel, com cursos gratuitos, Limachem passou a fazer teatro no Rio. Viveu príncipes, milionários, e, claro, Papai Noel. Aos 21 anos, "por sorte", na pele do Palhaço Cherem, foi dividir o picadeiro com Carequinha (George Savalla Gomes, o mais famoso palhaço brasileiro, que morreu em 2006). E ainda transformou as filhas Sluchem e Slanny, de 28 e 20 anos, respectivamente, nas palhaças Repita e Carequita.

"Mas Papai Noel sempre foi meu forte. Tenho compulsão para formá-los. Quanto mais eles estiverem nas ruas, sei que mais crianças vão sorrir".

No Rio, um Papai Noel ganha até R$ 15 mil por 40 dias de trabalho. Neste domingo, Limachem e outros 20 Papais-Noéis entregarão presentes em mansões da Barra, com cachês de R$ 3,6 mil cada. Amanhã, o ex-menino de rua, por gratidão, distribuirá presentes, em uma charrete, a crianças carentes de Realengo. Por lá, o tradicional "ho ho ho", vai ecoar, assim como o tão esperado "Feliz Natal!".

EM FORMA PARA O VERÃO

Faltando três meses para o verão, foi dada a largada para o corre-corre às academias e dietas. Tudo para chegar com corpo bem definido e saudável à estação do ano mais querida dos cariocas. Mas é possível ganhar um visual sarado até lá? Segundo alguns especialistas, sim. Tanto naturalmente, quanto por equipamentos modernos, que, em alguns casos, prometem modelar o físico em 20 minutos. Nutricionistas e preparadores físicos mostram caminhos saudáveis para se atingir o corpo adequado e bem estar sem gastos extras.

Para combater a flacidez e a gordura localizada, porém, são necessários acompanhamentos médicos e nutricionais. Também é preciso ter cuidado com exageros e atenção às restrições. No quesito tecnologia, três aparelhos chegam cheios de promessas. O mais novo, não invasivo, a laser, que chegará ao Rio nas próximas semanas, importado de Israel, é o Alma Prime. Promete modelagem do corpo em menos de meia hora, com ondas de ultrassom.

"Em até seis sessões, conforme pesquisas, em intervalos de uma semana a 15 dias, o paciente consegue excelentes resultados", explicou o dermatologista Thales Brettas, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Cada sessão custará R$ 500.

Thales lembra que o Alma não pode ser usado por grávidas, portadores de marca-passo, menores de 12 anos e quem tem problemas de circulação: "Fica pequena vermelhidão e sensação de calor local passageiras". Mais informações no site www.lbtlasers.com.br.

Dois outros equipamentos causam frisson. Um deles é o TightSculpting. "Permite esculpir o corpo e dá mais firmeza a pele", garante a dermatologista Paula Chicralla, também da SBD. A profissional explica que a combinação de ondas de lasers destrói células gordurosas, através de aumento da temperatura, sem lesionar a pele, e estimula a produção de colágeno. O processo promete reduzir gordurinhas no abdome, flancos, costas, coxas, braços, seios, nádegas e papada. O preço é salgado: R$ 1 mil por sessão.

O outro aparelho é o Coolsculpting, com ponteiras, para reduzir até 30% de gordura em uma sessão. O tratamento inovador é a base de Cryolipolysis, no qual células gordurosas são eliminadas com o frio. Tudo sem corte, sem anestesia, ou substância injetável.

Olivia Andriolo, especialista em pilates, treino funcional e idealizadora do método Emagrecimento Corpo D21, lembra que os hábitos saudáveis no dia-a-dia mantém a boa saúde física e mental, dispensando a necessidade de se apelar para equipamentos emagrecedores. "E melhoram a autoestima, os sintomas de depressão e ansiedade, reduzindo riscos de doenças cardíacas".

A nutricionista Cássia Absolon (que dá as dicas de alimentação saudável no quadro ao lado), da Clínica Prevenf, lembra que nenhuma dieta é milagrosa. "É preciso reeducação alimentar, com novos hábitos. Dietas da moda são prejudiciais", alerta.

O educador físico Daniel Pinheiro, do Grupo São Cristóvão Saúde, reforça a necessidade de aquecimento antes de se exercitar, para evitar lesões. "A intensidade de cada exercício deve ser ajustada de acordo com cada um", recomendou.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro